Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

imperdível, a poesia em Oeiras

Saíram já mais dois episódios!

No Episódio 2, Teresa Coutinho diz poemas de David Mourão-Ferreira e Raquel Nobre Guerra, e Noiserv intrepreta dois temas seus.

No episódio 3, Pedro Lamares e André "Pancho" Tarabbia "trabalham" a obra de Herberto Helder.

 

A poesia é asssumida pela Câmara Municipal de Oeiras como uma das apostas para se tornar Capital Europeia da Cultura 2027

Além do prémio de poesia com o valor mais avultado em Portugal (com resultados anunciados para Março), também faz parte desse caminho esta série de nove episódios, "Culto", em colaboração com Musgo Produção Cultural. 

E entre muitas ofertas passadas e por chegar, temos já as Oficinas de Poesia com José Luís Peixoto, o Clube de Leitura das Bibliotecas Municipais, entrevistas com diversos escritores via redes sociais... Iniciativas que tornam a cidade do Parque dos Poetas merecedora de se ter "debaixo de olho".

 

 

 

 

Malcom & Marie | Netflix

E eis que, entre o costumeiro vazio, surge uma obra de arte.
Num argumento extraordinário de Sam Levinson, que também dirige, apenas dois personagens (John David Washington e Zendaya) mantêm uma dinâmica e uma tensão constantes ao longo de todo o filme, lembrando o ritmo de uma peça de teatro. 
 
Belíssimo, dos diálogos à fotografia.
E o facto de sair de mãos tão jovens mostra que, Deo Gratias, há muitas almas atormentadas por aí e a arte não morreu... Haja esperança!
 
 
 
 

Culto - 9 episódios em torno da poesia

"Culto" nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal de Oeiras e MUSGO produção cultural.

São nove episódios em que são "vistas" e ouvidas obras de poetas portugueses.

Saiu já o primeiro, em que poemas de Natália Correia e Filipa Leal são ditos por Beatriz Batarda e acompanhados pela coreografia de Vera Mantero. 

Está disponível no Youtube e redes sociais.

Este primeiro episódio mostra que os que se seguem não podem ser perdidos... a beleza eterna das palavras, a intensidade da diseuse e o ritmo imprimido pela coreografia, resultam numa dádiva a todo o poeta - ou simples amante da beleza - que reside em cada um de nós.