Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, poesia, leituras e agenda de imperdíveis por aí | nada disto é biográfico, que não sou mais que um instante no mesmo pensamento.

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, poesia, leituras e agenda de imperdíveis por aí | nada disto é biográfico, que não sou mais que um instante no mesmo pensamento.

primeiro dia de férias

B312B584-3658-45CB-8083-82BACCA44288.jpeg

Querido Diário

O primeiro dia de férias foi uma emoção.

Fiz uma paella fantástica que depois digeri no Continente, correndo pelos corredores a ver se batia recorde do tempo que lá passo.
Levei duas máscaras, dizem que agora é trendy contra o vírus inglês... 

Era bom que as compras dessem para duas semanas, mas não acredito, estes fulanos comem que se fartam. 

Agora é que me arrependo de ter ofertado a arca frigorífica à ex-sogra. Fazia-me falta. E a sogra também, sempre me fazia uns almoços.

Fui buscar o filho mais velho ao trabalho para não andar no comboio. Mentira, a verdade é que a essa hora já estava outra vez farta de estar em casa. 

Respondi ao mail de uns alunos que perguntavam que, já que as aulas são proibidas, se eu podia "dar workshops de História da Cultura e das Artes on-line". Parabenizei-os pela criatividade nas adiei os encontros sine die.

Passei à fase de me mimar: um gin com pepino e pimenta, como eu gosto, e uns livros que me inspirem a dizer palavrões.

Acho que inspiraram. Pelo menos o gin.

 

 

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Eu Sou Membro