Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, poesia, leituras e agenda de imperdíveis por aí | nada disto é biográfico, que não sou mais que um instante no mesmo pensamento.

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, poesia, leituras e agenda de imperdíveis por aí | nada disto é biográfico, que não sou mais que um instante no mesmo pensamento.

pai

IMG_5295 redim.jpg

 

No dia em que morreste
abri a boca de espanto,
e entrou uma tristeza.
 
Engoli-a,
mas parou a meio caminho.
 
Lá ficou, continua queda a meio do peito, 
a tender para o lado esquerdo.
Deve ter ouvido que é aí 
moram os sentires.
 
E as memórias.
 
 
 
Foto: Alcântara, 2019
 
 
 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Eu Sou Membro