Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, & leituras

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, & leituras

onde vou

C48B19A8-5C60-498A-BBB0-D51617CFD4FD

Sentei-me na beira da cama
a janela lá atrás e pensei
onde vou eu com estes pés nestes sapatos
este peito nesta blusa
esta alma que nao tem que vestir
esta voz sem palavras para usar
 
Onde vou eu, virada para dentro
costas voltadas à luz
e a luz, a luz a empurrar-me
e eu atirada aos dias
as horas  avulsas
num corpo bem trajado
numa alma sem roupa que lhe sirva
 
 
foto: Carcavelos 
 
 
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.