Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

o presente congelou

7C2C00CD-E1B6-46D2-9A06-06E12EDB02A8.jpeg

Algum tempo atrás passou, na RTP2, a última entrevista a Camilleri.

É um daqueles programas gravados e vistos vezes sem conta... a leveza da memória, a simplicidade de quem diz o que sente.

Mas o que me tem tocado mais é, exatamente, algo a que há um ano atrás, não daria qualquer importância: o aconchego dos livros e dos objetos que nos rodeiam.

Para mim, a casa sempre foi um sítio onde se está entre o trabalho, as viagens, os encontros com os amigos... ou onde estes se recebem. 

Agora, dou por mim a procurar conforto, precisamente, nas pequenas coisas que me rodeiam... e cresceram em número. Na verdade, não resisti a ir buscar a velhos caixotes memórias de um passado que, agora, não posso substituir pelo presente... 

Porque o presente congelou.

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    concha 05.02.2021

    Nao me imagino sem livros, também... mas agora são como parte dum casulo onde estou. Nunca tive tanto tempo em casa; nunca fui de estar em casa. E vão-se alterando estas percepções. Obrigada pela visita
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.