Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, poesia, leituras e agenda de imperdíveis por aí | nada disto é biográfico, que não sou mais que um instante no mesmo pensamento.

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, poesia, leituras e agenda de imperdíveis por aí | nada disto é biográfico, que não sou mais que um instante no mesmo pensamento.

laranja

Laranja, para o desafio da caixa dos lápis de cor8A90AFF9-3A8F-4252-A847-428C680D08F6.jpeg

 

Um mundo redondo a explodir de Verão.
 
Os dias descascados com as mãos,
revelando-se devagar, em cada gesto onde se coloca todo o ser, atento e entregue.
 
Um tempo de viver os dias gomo a gomo
Ali, encerrados na pele quase transparente, e ficar-lhe a adivinhar o doce ou amargo.
 
O apetecer trincar cada hora e sentir o sumo do riso correr pelos canto da boca.
 
O lançar as sementes à terra.
E uma semente já é, por si, uma metáfora tão poderosa que não é preciso dizer mais nada.
 
É só preciso comer a laranja.
Não esquecer de comer a laranja...
 
 


32 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Eu Sou Membro