Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

em busca do tempo perdido

C095CF27-8707-4DEC-B4A3-3158A71A7225.jpeg

Teremos de quando em quando o nosso quê de Proust.
E tentamos buscar o tempo perdido, na cegueira ingénua de que o podemos compensar e tornar irrelevante essa perda.


É mentira. Não volta, foi mandado para o poço-das-coisas-invividas, quando julgávamos que vinha dum saco sem fundo.

E estes dias foram fazer companhia a esse tempo, nesse poço.
Só que agora, não sou eu que o deito fora... roubam-mo!
E não gosto.


foto: O meu sítio especial. Ali perto da Golegã, 27 de Dezembro de 2020

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.