Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

Crónicas do Chão Salgado

resistir e criar, por mais que nos salguem o chão dos dias | crónicas, memoirs, leituras e imperdíveis por aí

ah, a Liberdade...

Ora, a canção do Vitorino que hoje me tem andado pela cabeça...

 

"Liberdade, Liberdade
Quem a tem chama-lhe sua
Já não tenho liberdade
Nem de pôr o pé na rua
 
Liberdade, Liberdade
Quem a tem chama-lhe Dela
Já não tenho liberdade
Nem de me pôr à janela
 
São tão bonitas as Carbonárias
São tão catitas as Libertárias
Oh que lindo rancho da mocidade
Cantai raparigas, viva a Liberdade"